A lei de OHM é uma fórmula matemática que estabelece a relação entre as três grandezas fundamentais da eletricidade: a corrente, a resistência e a tensão (tensão : também conhecida como diferença de potencial). Foi descoberta pelo alemão George S. Ohm.

As grandezas elétricas são representadas por símbolos (letras), veja a seguir.

Grandeza Símbolo
Unidade
tensão U ou V Volt (V)
corrente I Ampère (A)
resistência R Ohm (Ω)
potência P Watts (W)

As informações desta tabela, são de extrema importância e o interessado em aprender os segredos da eletrônica deve saber utiliza-las corretamente.

Enunciando a lei de OHM:

TENSÃO:

- A diferença de potencial entre os terminais de um circuito é igual ao produto da resistência desse circuito pela intensidade da corrente elétrica que passa por tal circuito.

Exemplo prático: Num circuito elétrico, uma corrente de 2 ampères ao passar por um resistor de 10 ohm, provoca uma diferença de potencial elétrico de 20 volts sobre esta resistência.

Veja como fica a representação da lei de OHM atravéz de uma fórmula matemática:

V = R . I

CORRENTE:

- A intensidade da corrente elétrica que percorre o circuito é igual à divisão da diferença de potencial entre os terminais desse circuito pela resistência que esse circuito apresenta à passagem da corrente elétrica.

Exemplo prático: Num circuito, quando aplicamos uma diferença de potencial (tensão) de 20 volts sobre os terminais de uma resistência de 10 ohm, provoca uma corrente elétrica de 2 ampères.

Veja como fica a representação da lei de OHM atravéz de uma fórmula matemática:

I = V / R

RESISTÊNCIA:

- A resistência que um circuito, apresenta a passagem da corrente elétrica é igual à divisão da diferença de potencial (tensão) entre os terminais desse circuito pela intensidade da corrente que por ele passa.

Exemplo prático: Num circuito em que aplicamos uma diferença de potencial de 20 volt e medimos uma corrente elétrica de 2 ampère, obtemos uma resistência a passagem da corrente de 10 ohm.

Veja como fica a representação da lei de OHM atravéz de uma fórmula matemática:

R = V / I

POTÊNCIA:

Existe ainda uma grandeza que é muito utilizada em eletrônica, não faz parte da lei de OHM mas está ligada diretamente a ela. É a potência elétrica.

Saber qual a potência elétrica na dissipação de calor dos componentes eletrônicos e seus circuitos é de extrema importância para o bom funcionamento dos mesmos.

A potencia elétrica produzida é medida em WATTS, sua unidade é o W e seu símbolo de grandeza é o P.

Exemplo prático: Num circuito, onde aplicamos uma diferença de potencial de 20 volts e obtemos uma corrente elétrica de 2 ampères, produzimos uma potência elétrica de 40 watts. Teoricamente nosso circuito formado pela resistência de 10 ohm teria que suportar uma potência de 40 W.

Veja como fica a representação atravéz de uma fórmula matemática:

P = V . I

A potência elétrica é igual ao produto da tensão pela intensidade de corrente que percore a resistência.

Estas fórmula são utilizadas com frequência na elaboração de circuitos elétricos e eletrônicos, tenha sempre em mente, futuramente as utilizaremos com freqûencia.

Montagem prática:

O circuito é funcional quando temos as três grandezas da eletricidade presente, a tensão produzida por uma fonte de energia, a resistência elétrica produzida pelo circuito e a corrente elétrica que percore o circuito realizando o seu funcionamento.

Veja como seria o nosso circuito exemplo:

Esquema elétrico Montagem real
Esquema elétrico lei de OHM Comprovando a lei de OHM

Com o circuito proposto acima podemos calcular todas as grandezas da eletricidade, lembramos que devemos conhecer os valores de no mínimo duas grandezas.

Dados conhecidos, fornecidos pelo fabricante dos componentes:

Bateria: Tensão 9V

Lâmpada : Tensão 9V, potência 3W

Com estas informações e utilizando as fórmulas de OHM, encontraremos todos os dados restantes como: a corrente elétrica do circuito e a resistência da lâmpada no circuito.

Cálculo da corrente elétrica:

Fórmula: I = P / V

I = 3 / 9 I = 0,333 A

Nosso resultado será aprox. 333 mA (miliamperes) a corrente elétrica que percore nosso circuito.

“Se nossa intenção era de acrescentar um fusível protetor no circuito, deste modo descobrimos que o fusível não poderia ter uma capacidade inferior a 333 mA pois queimaria no ato.”

Cálculo da resistência da lâmpada:

Fórmula: R = V / I

R = 9 / 0,333 R = 27,02 Ω

Nosso resultado será aprox. 27 Ω a resistência da lâmpada no circuito.

Lembramos que os resultados são aproximados, pois não contamos com a tolerância dos valores dos componentes no ato de sua fabricação.

Os demais cálculos são realizados, utilizando o mesmo processo, adequando a fórmula para cada caso.

Bom trabalho.